Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Pitty volta as raízes com o disco Matriz
09/05/2019 23:17 em Música

Matriz, nos buscadores a palavra remete a matemática, mas para Pitty é origem, uma espécie de retorno as raízes. Aquele momento em que você para tudo, faz uma reflexão sobre o sentido da sua própria missão no mundo. 

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, ela diz "como essa menina foi parar em um quarto em Salvador, com um violão de náilon, achando que pode fazer um som?"

Para a surpresa dela mesma, descobriu que sim, era possível através das inspirações vindas dos panteões do punk rock, Ramones.  Não bastasse isso, percebeu as transformações que aconteceram dentro do próprio "quintal", a Bahia, de todos os santos.

O seu lugar de origem não é mais hostil com a música que ela sempre quis fazer, ao contrário. Através dessas descobertas, convoucou BaianaSystem e Larissa Luz para mostrar que a Bahia do novo disco é agora o fio condutor das suas origens.

 

Outras personalidades baianas como a banda Maglore, o cantor Lazzo Matumbi e letras deixadas por Peu Sousa, guitarrista que tocou com ela e morreu em 2013.

 

Matriz é um disco libertador, com samples, recursos eletrônicos e percussões. A liberdade de navegar em suas raízes deu a Pitty a paz necessária para lançar o novo álbum.

Matriz, segundo ela, está bem equilibrado entre o comercial e o autoral, de maneira que possa deixar o mais importante, a sua própria gênese: a de artista.

 

Disco: Matriz

Artista: Pitty

Gravadora: Deck (nas plataformas digitais)

 

Da redação

COMENTÁRIOS