Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Lições de um filme
27/11/2018 13:38 em Novidades

Obsecado pelo poder, o tio envolve o sobrinho, o filho do rei, numa emboscada mediculosamente armada para mata-lo. Sem conseguir, pois o rei salva o próprio filho nos instantes derradeiros.

Repreendido pelo rei, o filho explica que apenas queria provar que era corajoso. Mas o rei explica que coragem não significa exatamente ir além dos seus limites e se meter em apuros.

Em outra investida do tio malfeitor, o filho do rei está em perigo novamente, prestes a ser atropelado por uma manada de gnus. Alertado pelo irmão traidor de que o filho corria perigo, o rei o salva.

Mas isso tem um custo - o rei, pendurado na beira de um abismo, em que apenas o irmão poderia salva-lo, não teve a mesma sorte, despencou e morreu.

O irmão do rei, para assumir o trono e, aproveitando-se da ingenuidade do sobrinho, o faz fugir carregando a culpa pela morte do pai, o que não era verdade.

Grande paradoxo, pois o filho foge de casa e por muitos anos não tem a coragem necessária de retornar ao seu lar e assumir o posto a que tinha direito.

Uma história que envolve poder, ambição e coragem, ingredientes que não fazem de "O Rei Leão" apenas mais uma animação da Disney, cuja primeira versão foi lançada em 1994.

Segundo o site Universia, é possível identificar ao menos cinco lições sobre liderança, isso sem contar uma outra que nunca esqueço, o respeito ao próximo e a natureza.

Mesmo sendo um leão, você tem de respeitar todos os animais, desde uma formiga até o maior dos antílopes. Afinal você faz parte de um delicado equilíbrio.

Questionado pelo filho sobre o fato de leões comerem antílopes, o rei responde - mas quando você morre, seu corpo vira grama e o antílope come ela e assim estamos todos ligados no grande ciclo da vida.

 

Ricardo Lima

  

 

Enviado com sucesso

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!